• Giane Alves

Cruzeiro 4x0 Huracán: Show de Fred e classificação garantida

Saaaaaaaalve Nação Azul Cinco Estrelas!


Poxa, que responsa hein? Escrever o pós-jogo de mais uma vitória celeste na Copa Conmebol Libertadores 2019. Mas eu estava igual o Don Fredon, só esperando pintar a oportunidade para empurrar para o fundo das redes.


Que noite meus amigos e amigas! O Cabuloso bancou o anfitrião mal educado e não deu brecha para o Huracan se sentir em casa no Gigante da Pampulha.


Com três gols do Rei do Stories no primeiro tempo e uma P-I-N-T-U-R-A do Dodô (será que se inspirou no artilheiro dos gols bonitos?) na segunda etapa a Raposa não tomou nem conhecimento do Huracan e despachou os hermanos para a Argentina com a cabeça cheia.

Fred e Dodô são os autores dos gols da noite. O atacante fez três, já o lateral, marcou seu primeiro tento com o manto estrelado. Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro


Vamos ao jogo?


Não é que o Mano "melhor que o Guardiola" Menezes resolveu dar um descanso para Edilson e Egídio? Poxa, folguinha merecida para os nossos tiozões das laterais. Nosso treinador então mandou a campo Orejuela, mais rápido que o Bolt, e Dodô.


O Cruzeiro mandou, desmandou e mandou de novo na primeira etapa. Com Marquinhos Gabriel inspirado e Fred com muita sede de gol, a Raposa partiu para cima do time argentino. E foi justamente dos pés do MG que nasceu o cruzamento para o primeiro gol da noite: FRED, artilheiro, engraxate de chuteiras e Rei do Stories mandou a bola de cabeça, encobrindo o goleiro, fazendo explodir o Mineirão.


O Huracan até que tentou dar uma resposta logo em seguida, só não esperavam esbarrar no melhor goleiro do Brasil! OUVIU AÍ CASAGRANDE? Fábio defendeu um chute a queima roupa de Barrios, e no rebote operou aquele milagre maroto na tentativa de Damonte. Eu amo um goleiro, e posso provar!


Não deu tempo nem para os argentinos chorarem o gol não marcado, porque dois minutos depois Robinho lançou Marquinhos "endiabrado" Gabriel que só escorou para a pequena área onde encontrou Fred livre, livre para marcar o segundo gol celeste. Explosão azul na Toca 3.


Vocês acham que parou por aí? Nãããão! Ainda teve tempo nos 45 minutos iniciais para o terceiro gol do camisa 09, após cruzamento na medida de Dodô. Frederico Chaves Guedes, o artilheiro do time na temporada emplacou mais um Hat-trick e achamos que ele pode pedir música sim! Não sei porque, mas eu gostaria que ele pedisse Galopeira (Ha ha ha).


Fim da primeira etapa!


O Cruzeiro voltou do intervalo com a mesma formação e passou a controlar o resultado. Enquanto isso rolava um baile em Assunción, capital do Paraguai.


Com a conta praticamente fechada, Mano Menezes resolveu mexer no time, sacando Robinho, Fred e Lucas Romero (que fez mais uma baita partida), para as entradas de Rafinha, Raniel e Ariel Cabral.


Já quase no final, enquanto a torcida celeste fazia a festa nas arquibancadas e gritava olé, Dodô, o segundo melhor lateral esquerdo do país, atrás apenas do Gidão, acertou um belíssimo chute de média distância marcando um GOLAÇO para coroar sua atuação e dar números finais à partida.


Quatro vitórias, doze pontos, oito gols marcados e nenhum sofrido. Assim é a brilhante campanha do Cruzeiro na Libertadores, já classificado para as oitavas e em busca do primeiro lugar geral.


A próxima partida na competição é contra o Deportivo Lara, na Venezuela, no dia 23 de abril. Antes o time estrelado disputa as finais do Campeonato Mineiro e o primeiro embate é domingo, na nossa casa.


VAMOS LOTAR A TOCA 3!


Só uma coisinha, não quero parecer ansiosa e precipitada, mas alguém sabe dizer quantos patchs de campeão cabem na camisa?


BORA PRA CIMA DELES CRUZEIRÃO CABULOSO!


FICHA TÉCNICA:CRUZEIRO 4 X 0 HURACÁN-ARG


Motivo: 4ª rodada do Grupo B da Copa Libertadores

Data: 10/04/2019 (quarta-feira)

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG

Árbitro: Julio Bascuñán-CHI (Fifa)

Público: 26.077 pagantes / 31.694 presentes

Renda: R$ 873.106,00

Gols: Fred, aos 18 min., aos 22 min. e aos 31 min. do 1º tempo; Dodô, aos 37 min. do 2º tempo

Cruzeiro: Fábio; Orejuela, Léo, Dedé e Dodô; Henrique, Lucas Romero (Ariel Cabral), Robinho (Rafinha), Marquinhos Gabriel e Rodriguinho; Fred (Raniel)

Técnico: Mano Menezes

Huracán: Antony Silva; Chimino, Salcedo, Alderete e Carlos Araujo; Damonte, Rossi, Walter Pérez (Roa) e Auzqui (Toranzo); Lucas Barrios e Gamba (Chávez)

Técnico: Antonio Mohamed

Cartões amarelos: Dedé e Lucas Romero (Cruzeiro); Walter Pérez, Alderete e Auzqui (Huracán)

Por: Giane Alves - @giane_aalves

Sua opinião é muito importante para nós!

Deixe sua crítica, elogio ou sugestão para que possamos melhorar sempre!

Fale Conosco