• Walace Alves

O Cruzeiro Acabou?

Olá, meus amigos!


As últimas semanas não estavam sendo boas para o Cruzeiro dado a seu fraco desempenho e péssimos resultados nos gramados. Com um futebolzinho mequetrefe, sem nenhuma criatividade e sem dar nenhum sinal de mudança já estava deixando a todos de cabelo em pé e como se isto já não fosse bastante, no último dia 26/05 uma bomba explodiu na cabeça do torcedor celeste: acusações gravíssimas sobre a atual diretoria!

Foto: Cristiane Mattos

Segundo a reportagem o clube entregou os direitos econômicos de dez jogadores, entre eles uma criança, como pagamento a um empréstimo feito com Cristiano Richard. Esta cessão fere regras da Fifa, que proibiu a participação de terceiros em direitos econômicos em 2015. E o pior, clube nenhum pode assinar contrato com um menor de 14 anos, este documento não tem validade e mesmo assim, foi dado como parte da garantia ao empréstimo um percentual sobre um atleta de 11 anos de idade. Além disso, o referido empresário não possui registro de intermediário na CBF.


Em complemento a matéria também expôs o caso da AV & S Consultoria Desportiva, uma madeireira sediada em Itamarandiba que atua com "agenciamento de profissionais para atividades desportivas" e "extração de madeira em florestas plantadas". A empresa intermedeia o pagamento de direitos de imagem pelo Cruzeiro ao atleta Vitinho, mas não possui registro na CBF.


O clube emitiu nota oficial dizendo: “Primeiramente, lamento que a última eleição presidencial ainda não tenha acabado para alguns indivíduos. Adversários derrotados no pleito têm insistido, nos bastidores, em tentar tumultuar o ambiente do Cruzeiro, com o auxílio de um pequeno grupo, plantando notícias junto a alguns profissionais da mídia nacional, que infelizmente têm acreditado em tais conteúdos.” E o vice-presidente de futebol Itair Machado completou em entrevista no dia 27: – O principal é o seguinte: o que está nas redes sociais é que o Cruzeiro vendeu um monte de jogador por R$ 2 milhões. Não é verdade. O Cruzeiro fez um contrato de mútuo (empréstimo). O Cruzeiro pagou duas parcelas. Temos aqui os depósitos para comprovar. Depósito não tem como falsificar. Depositamos. A primeira parcela foi paga em 2018. A segunda em 2019. O importante é mostrar pra você, torcedor: o Cruzeiro não vendeu os jogadores. O Cruzeiro, agora, deve 1,4 milhões (ele explica que os atletas foram colocados como garantia para pagamento). Diante disso tudo, o Cruzeiro resolveu chamar o empresário. Fez um novo contrato com o empresário e repactuou em 8 parcelas de 190 e poucos mil reais. Já está assinado

Itair Machado,vice-presidente de futebol do Cruzeiro. Foto: Tulio Santos/EM/D.A Press

Desta série de denúncias e explicações uma coisa, preciso confessar que não me entra na cabeça: como um empresário aceita como garantia algo que não pode ser dado como tal? Confiança? Não pode ser, pois se ele confiava não exigiria garantia. Desconhecimento legal? Não acredito, pois esta questão é de amplo conhecimento dos que militam no futebol. Algo ilegal envolvendo outro negócio? Não posso ser leviano em afirmar, mas que eu não entendi, isto é fato e tanto os diretores quanto o empresário precisam se explicar melhor quanto a isto.


Alguns torcedores, seja antes da matéria ser veiculada ou depois, com as repercussões, atacaram ou questionaram os repórteres que a fizeram ou a TV que a exibiu. Tenho sérias críticas e acho que a emissora é cúmplice do estado lastimável do nosso futebol, mas neste caso específico entendo que fizeram um trabalho jornalístico, duro para os amantes do clube, mas foi só isto. Não compactuo com os que defendem este ataque e penso e torço para que esta matéria possa estimular outras e outras sobre o bastidor sujo do futebol, que nós sabemos que não é exclusividade de um time, seja ele qual for.


Agora que o estrago está feito, qual o melhor caminho a seguir: penso que o clube deve contratar imediatamente uma empresa de auditoria para que possamos ter um balanço financeiro e contábil isento e que o mercado (torcedores, imprensa e patrocinadores, entre outros) possa saber realmente a situação e se os caminhos seguidos por ele estão dentro das melhores práticas de governança. Desta forma vamos, não só, reconquistar a confiança do mundo do futebol como dar um passo à frente no sentido de estarmos saudáveis no futuro como instituição.


Simultaneamente ou logo após esta contratação, toda a diretoria atual deve renunciar e não estou aqui fazendo um juízo de valor, entendo que eles perderam uma condição básica para continuar à frente do clube: confiança. Se os negócios são legais, eles também são imorais. Desta forma, sem a obrigação de administrar diariamente o clube, terão tempo e condições para se defenderem e ajudar no entendimento da situação.


Voltando as quatro linhas, penso que o time tem nomes e talento para mostrar ao torcedor que estão preocupados e querem o melhor para o clube. A hora é de se unir, fechar e blindar o time e dentro de campo voltarem a jogar bola! Nada está perdido.


Tenho certeza, caro torcedor, que o Cruzeiro sairá maior ainda desta situação! As glórias, os títulos, a escola de futebol foram feitos com o suor e dedicação de vários profissionais por várias décadas. O gigante de Minas, pode até tropeçar, mas não será desta vez que cairá!


Saudações celestes!


Por: Walace Alves - @Blog_Tendencias





Sua opinião é muito importante para nós!

Deixe sua crítica, elogio ou sugestão para que possamos melhorar sempre!

Fale Conosco