Boa Esporte 1 (4)x(5) 1 Cruzeiro: Veio a classificação...Faltou Futebol

O PREOCUPANTE EMPATE EM VARGINHA: Boa Esporte 1x1 Cruzeiro – Gostaria de estar falando de uma atuação convincente do Cruzeiro, mas, no jogo de ontem, não foi isto que aconteceu. É claro que há várias atenuantes, todas associadas ao processo de RECONSTRUÇÃO do Cruzeiro, mas o jogo desta quarta-feira mostrou que estamos ainda mais longe do time que joga bola, vence e convence.

Cruzeiro joga com o BOA Esporte, no estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG) em jogo válido pela segunda fase da Copa do Brasil de 2020. Foto: Douglas Magno/Light Press/Cruzeiro

 

O Cruzeiro até fez um primeiro tempo bastante razoável, montado num sistema 4-2-2-2 com: Fábio + Edilson, Cacá, Léo e João Lucas + Felipe Machado e Jadsom + Maurício e Éverton Felipe + Marcelo Moreno e Thiago na frente.

 

A ligação com os dois pivôs na frente funcionou e logo de cara Thiago conseguiu após troca de passes com Marcelo Moreno, uma boa conclusão com chute cruzado que o goleiro Renan Rocha com dificuldade colocou a corner.

 

Neste primeiro tempo, conseguia o Cruzeiro criar algumas boas situações, mas errava muito o passe no terço final de campo. Também sofria com os erros de passes, especialmente de Jadsom que, na partida, esteve irreconhecível.

 

Talvez até porque o Cruzeiro acabara de anunciar a volta de Ariel Cabral e a contratação de Jean, que chegam exatamente para o setor dele no campo.

 

O lateral João Lucas seguia a sua sequência de más atuações, não conseguia acertar nada no ataque e na defesa. Porém, o Cruzeiro pelo menos conseguia não ceder vantagens ou deixar o Boa ter chance de gol. O árbitro Marcelo de Lima Henrique marcava muitas faltas e o jogo era picotado a todo instante.

 

Mas, veio o segundo tempo. E com ele um tempo de jogo que o Cruzeiro tem que esquecer. A atuação do time foi HORRENDA. O Cruzeiro perdeu a ligação direta porque Nedo Xavier (técnico do BOA) reposicionou seus volantes Caio César e Carlinhos à frente da zaga e cortou a ligação direta que era feita buscando Marcelo Moreno ou Thiago. Com Maurício pouco inspirado e Everton Felipe errando mais que na etapa inicial, o Cruzeiro ainda foi duramente castigado quando aos 15’ Jadsom errou mais uma saída de bola, a bola foi virada da esquerda para a direita do ataque do Boa. Caio César recuperou e tocou a Carlinhos. Este deu a bola para Yuri Almeida que se enroscou com João Lucas. A bola sobrou para Claudecir que chutou e a bola quicou no chão e enganou a Fábio, empatando a partida.

 

Vendo que o Cruzeiro perdera o meio-campo, Adilson tirou Thiago e colocou Marco Antônio em seu lugar, mas a substituição não acrescentou nada ao clube, porque o garoto entrou muito mal em campo, mole, lento, desconectado e perdendo a maioria das jogadas.

 

Já o Boa se animou com o gol, mas a rigor, não obrigou Fábio a fazer nenhum de seus costumeiros milagres. Rondou mais frequentemente a nossa área, mas, também não tinha contundência.

 

Com 35’, Marcelo Moreno extenuado saiu e deu lugar a Jhonata Robert, que não conseguiu produzir muito. Mas bateu uma falta frontal sofrida por Everton Felipe na entrada da área, na barreira, quando o lance deveria ser claramente para a cobrança forte de Edílson.

 

E o jogo acabou indo para a cobrança dos pênaltis. Pelo Cruzeiro bateram e marcaram Everton Felipe, Felipe Machado, Edilson e Léo...Marco Antônio perdeu. Pelo Boa bateram e marcaram Gindre, Chiquinho, Jéfferson e Carlinhos...Yuri Almeida perdeu.

 

Nas cobranças alternadas, pelo Boa o lateral Ferreira isolou a bola e Maurício converteu com ajuda inestimável de Renan Rocha, pois, o chute foi fraco e defensável.

 

Fim da Ópera: Cruzeiro 5x4 Boa Esporte, classificado, agora vai enfrentar o CRB em 2 partidas, sendo o sorteio dos mandos nesta quinta-feira às 15:00 h na sede da CBF.

 Depois do sufoco, o alívio: Classificados! Foto: Douglas Magno/Light Press/Cruzeiro

 

Fábio, mais uma vez brilhou e completou 30 defesas de pênaltis, em 15 anos de carreira no Cruzeiro, sendo responsável por várias vitórias em disputa de pênaltis.

 

Se for olhar pelos 98’ da partida, o nosso melhor jogador foi Felipe Machado, que infelizmente terá que ficar fora do clássico pelo terceiro cartão amarelo. Everton Felipe começou bem, mas caiu demais de produção na etapa final.

 

Na fase final, a única chance clara de gol do Cruzeiro se deu com Maurício que chutou da pequena área após linda assistência de Marcelo Moreno, mas, chutou em cima do goleiro.

 

As peças destoantes foram Jadsom, João Lucas e também Marco Antônio que erraram lances demais, em especial passes de baixo grau de exigência.

 

♣ OPINIÃO: Mais uma vez o jargão vai poder ser usado com propriedade, pois, este clássico do próximo sábado, será efetivamente um divisor de águas.

 

Adilson terá mais uma oportunidade de enfrentar o ex-rival citadino, agora com o favoritismo todo do outro lado, afinal, o mando de jogo será deles, que terão 90% da torcida presente ao estádio. Para completar vão enfrentar o Cruzeiro desfalcado, em processo de reconstrução, com time deles apenas tendo descansado, sem jogos durante esta semana.

 

Está claro que o vestibular continua. Com relação aos novos contratados, no jogo de ontem, Felipe Machado e Éverton Felipe somaram pontos positivos, mas João Lucas foi muito mal.

 

Jhonata Robert teve pouco tempo para atuar (sem brilho) e Roberson, fora, já teve atuações passadas muito fracas.

 

Pelas últimas contratações já confirmadas (Marlon e Ramon para a zaga, Jean e a volta de Ariel Cabral para o setor de armação, além da volta de Moreno para ser o nosso comandante de ataque), tudo indica a formação de um bom grupo de jogadores, capazes de se transformarem em um time competitivo.

 

Ainda, segundo a imprensa, estão no radar do clube o meia Régis (Bahia) e o atacante Ângulo (Palmeiras). Ricardo Goulart por enquanto é mera especulação e Camilo (Mirassol) dizem que estaria sendo observado, mas a passagem dele pelo Cruzeiro foi muito ruim também.

 

Desta forma, uma vitória no clássico nos seria fundamental, porque o Cruzeiro certamente iria aumentar sua vantagem sobre o quinto colocado, faltando apenas três rodadas para o final desta fase de classificação, o que seria praticamente garantir nossa passagem, em função da tabela favorável neste final de torneio da fase de classificação.

 

♦ Classificação do Turno único do Campeonato Mineiro 2020 após 7/11 Rodadas:

Jogos do América: 17 PG – BOA (C), Patrocinense (F), Atlético-MG (N) e URT (F)

Jogos da Caldense: 14 PG – Coimbra (C), Tupinambás (F), Tombense (F) e Cruzeiro (C)

Jogos da Tombense: 14 PG – Patrocinense (CRafae), URT (F), Caldense (C) e Boa (F)

Jogos do Cruzeiro: 14 PG – Atlético-MG (N), Coimbra (C), URT (C) e Caldense (F)

Jogos das Frangas: 12 PG – Cruzeiro (N), Villa Nova (F), América (N) e Patrocinense (C)

Hoje, o meu 11 do Cruzeiro seria o seguinte:

1 – Fábio

2 – Edilson

3 – Léo

4 – Cacá

5 – Felipe Machado

6 – Rafael Santos (faria um esforço para trazer o Diogo Barbosa de volta)

7 – Jean

8 – Ariel Cabral (Robinho ou Éverton Felipe dependendo do jogo)

9 – Marcelo Moreno

10- Robinho (Régis ou Maurício)

11 – Maurício (Judivan. Wellington, Ângulo ou Thiago dependendo do jogo)


OS LANCES MAIS RELEVANTES DA PARTIDA: BOA 1x1 CRUZEIRO

 

☺ 5’ – Everton Felipe consegue achar Thiago no meio da área do BOA, ele escora de cabeça para a entrada de Maurício, mas, Renan Rocha sai bem do gol e fica com a bola.

 

☻ 10’ - Jefferson arranca pelo meio e serve Cesinha na direita. O camisa 10 corta para o meio, mas o chute de canhota sai fraco e facilita a defesa de Fábio.

 

☺ 12’ – Everton Felipe ajeita na medida para Filipe Machado, que da entrada da área arrisca o chute de canhota, e a bola sobe muito.

 

☺ 13’ – Marcelo Moreno no alto ganha a dividida de Wesley, após passe de Cacá e tabela com Thiago, que bate de bico e obriga Renan Rocha a fazer grande defesa, espalmando a corner.

 

☺ 36’ – GOL DO CRUZEIRO - Fillipe Machado cobra escanteio fechado, em curva, com muito veneno, João Lucas divide a bola com Caio César, e a bola vai para o fundo do gol. Eu daria o gol olímpico, mas, o pessoal do SporTv viu um toque imperceptível do João Lucas.

 

☺ 40’ – Thiago ajeita para Fillipe Machado na entrada da grande área, que chega batendo de perna esquerda, e a bola desvia na zaga do Boa Esporte. Machado cobra novamente o escanteio fechado em busca de surpreender Renan Rocha, e Carlinhos corta o que poderia ser um gol olímpico.

 

♣ 45 + 1’ – FIM DO PRIMEIRO TEMPO – BOA 0x1 Cruzeiro

 

☻ 58’ – GOL DO BOA ESPORTE - Cesinha serve Yuri na grande área, que tenta passar por João Lucas, mas é desarmado. Na sobra, Claudeci bate forte, cruzado, e a bola vai no canto direito de Fábio. Tudo igual no Melão... Prenúncio de sufoco.

 

☻ 62’ – Agora é Ferreira que tenta surpreender Fábio batendo direto para o gol, da intermediária de ataque, mas, felizmente a bola sai à direita da meta do Cruzeiro.

 

☺ 68’ – QUE CHANCE - Moreno recebe na grande área e ajeita na medida para Maurício. O camisa 11 bate forte de perna esquerda, à queima roupa, Renan Rocha faz grande defesa.

 

☺ 82’ - Jhonata Robert avança pelo meio, faz a tabela com Everton Felipe, e sofre a falta de Henrique Moura. Na cobrança todos esperavam a batida forte de Edilson, mas, que cobrou muito mal foi Jhonata Robert que acertou a barreira.

 

♣ 45 + 4’ - FIM DA PARTIDA – BOA 1x1 CRUZEIRO

 

☻ CONCLUSÃO: Um jogo muito fraco, com apenas 6 lances destacáveis do Cruzeiro e 3 do BOA Esporte. O resultado de empate acaba sendo justo pelo que ambos fizeram em campo, porém, o 2º tempo do Cruzeiro foi DESOLADOR e projeta muitas dificuldades para o clássico do próximo sábado, partida para a qual terá menos descanso que o adversário que tem jogadores de mais qualidade, embora também viva um momento de incerteza, com a troca de treinador. Em termos de torcida com o mando o Atlético terá 90% dos torcedores no estádio.

 

☻ A SÚMULA DA PARTIDA: BOA ESPORTE 1 (4)x(5) 1 CRUZEIRO

 

♦ Motivo: 2ª rodada da Copa do Brasil de 2020 (jogo único)

♦ Local, Hora, Data: Estádio Dilzon Mello, Varginha, 03/03/2020, 21:30 h

♦ Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique + Silbert Faria Sisquim e Michael Corrêa (todos da FERJ), com boa atuação.

♦ Cartões Amarelos: Edílson (Cruzeiro) e Carlinhos (BOA).

♦ Gols: João Lucas a 36’ e Claudeci a 58’.

♦ Público e Renda: não fornecidos.

 

☺ Cruzeiro (4-2-2-2): Fábio, Edílson, Léo, Cacá e João Victor; Felipe Machado e Jadsom (Pedro Bicalho aos 89’); Maurício e Everton Felipe; Thiago (Marco Antônio aos 59’) e Marcelo Moreno (Jhonata Robert aos 79’).

DT: Adílson Batista

 

☻ Boa Esporte (4-2-3-1): Renan Rocha, Yuri Almeida, Wesley, Henrique e Ferreira; Caio César (Chiquinho), Carlinhos, Claudeci (Romário Simões), Gindre e Cesinha (Dênis); Jefferson.

DT: Nedo Xavier

 

☻ Homenagens especiais desta coluna – TURMA DOS PEIXES: Rafael Victor Oliveira Burgos, Fabiano Figueiroa Duarte, Leonardo Augusto Duarte Costa, José Duarte Filho, Eliezer de Souza Mattos, Marcelo “Tusta” Mendicino, Juliane Nicoli Chiabi Duarte, Silvana D’El Papa Moreira e Jordana Nicoli Chiabi Duarte.

 

☻ Time de Homenageados desta coluna: Cléber Bingão (Morro do Pilar), Douglas Duarte Andrade (São Sebastião do Rio Preto), Mauro Marcelo Quintão (Ferros), Maria Inez Ribeiro (Serro), MRR (Natal – RN), Drª Maria Celeste Gonçalves (Itajubá – MG), Bruno 7 Lagoas (Rio de Janeiro), Carlos H. C. Campos (Resende – RJ), Jorge Angrisano Santana (BH), Vinicius “Zuloobas” Leite (Varginha – MG) e Clemenceau Chiabi Saliba Jr. (Nova Lima – MG).

 

☻ E de Conceição do Mato Dentro – MG: Hoje vou prestar uma homenagem especial aos meus amigos da Família Martini Ribeiro, todos cruzeirenses sem exceção.  

 

“Cruzeiro, Cruzeiro Querido...tão Combatido, Jamais Vencido”

 

Por: João Chiabi Duarte - @JoaoChiabDuarte

Edição: Renata Batista - @Re_Battista

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Sua opinião é muito importante para nós!

Deixe sua crítica, elogio ou sugestão para que possamos melhorar sempre!

Fale Conosco