Nos Embalos da Decepção

17/06/2017

Soa forte e, por um momento, também soa esperançoso, mas do nada te lembra que nem tudo vai como a gente quer e almeja ter. Brindamos um recomeço, como se estivéssemos renovados da ressaca de duas noites longas que derrubaram a alma e o sofrimento parecia não ter fim. O sorriso no olhar quando o sol raiava trazia esperança de conquistas e a cada notícia uma ‘ilusão’ se formava, e cegava tanto que se fazia real com o passar dos dias.

 Créditos da Imagem: Gazeta Press -  Agência de Fotos e Notícias

 

E como não iludir-se, já que aos olhos de alguns conhecedores mor da sociedade, tínhamos os melhores nessa nova temporada. O professor teria mais tempo para ajustar todo seu elenco para que todas as apresentações fossem impecáveis e conquistas que faltaram nas duas últimas temporadas seriam esquecidas com títulos e um futebol que seria ‘invejado’ por outrem...

 

Mas há quem diga que a vida seja uma caixa de surpresa, tal como pode ser o futebol. Eis que a realidade que se fazia real no início, se desfaz repentinamente, te dá uma rasteira e mostra quão ilusório era aquilo que a mesma te apresentou.

 

Parece cena de filme de terror, mas não é menos que isso que nós, torcedores do Cruzeiro, estamos passando. Comemoramos duas ótimas temporadas com conquistas que só NÓS podemos nos orgulhar nas Minas Gerais. Afinal de contas, ser bicampeão no território mineiro é uma dádiva nossa. Vimos tudo isso ser jogado fora por orgulho do atual presidente e passamos por poucas e boas nas temporadas seguintes: risco de rebaixamento, falta de conquistas e um futebol que dava dó.

 

Entretanto, vieras algumas boas notícias que faziam parecer que a atual temporada nos brindaria com coisas boas e, todo aquele sofrimento de 2015/2016 seria esquecido e poderíamos enfim ter uma temporada impecável... Mas eis que a vida, fazendo aquilo que ela sabe de melhor, nos puxou o tapete, e, nem chegou o fim do primeiro semestre, já amargamos a perca do título estadual e na sequência uma eliminação infeliz na copa sul-americana.

 

Após esses dois tapas que levamos, o time caiu de produção e foi posto em xeque tudo que achávamos que não se repetiria... Mas nem tudo pode estar perdido, ainda temos chance de títulos, como acha o senhor Gilvan... Claro que a chance de fato existe, visto que disputamos um campeonato longo como o Brasileirão, uma Copa do Brasil mais longa e uma Primeira Liga.

Porém, o time não vem apresentando um bom futebol. Aliás, tem lampejos nas partidas, o que muitas vezes não é suficiente pra vencer. O que falta pra melhorar? As respostas são inúmeras, as discussões sobre quem é culpado serão sempre inevitáveis, mas o que fica de esperança é, que o time acorde, se recupere dessa ressaca e volte a ter ânimo para lutar pelos títulos que ainda disputamos e que a decepção não se torne afirmação, mais uma vez.

 

Saudações Celestes!

 

Autor: Joel Júnio - @duk00lino

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Sua opinião é muito importante para nós!

Deixe sua crítica, elogio ou sugestão para que possamos melhorar sempre!

Fale Conosco