• Walace Alves

2018 Acabou e O Futebol como foi?

Caros amigos, mais um ano se vai, mais um ciclo se encerra e estamos todos aqui renovando as promessas com dietas, novos empregos, relacionamentos e porque não, especulando como será nosso time para o próximo ano! Pois bem, neste texto vou fazer um balanço do ano para o futebol sul americano na minha modesta opinião: principais fatos, competições, erros e acertos. Vem comigo!


LIBERTADORES

Domingo tivemos a final do mais importante torneio do continente europeu, ops, sul americano. Brincadeiras à parte, foi uma grande decisão. Dois grandes jogos e venceu o melhor time. O River Plate tem um padrão de jogo muito interessante e bons jogadores e um ótimo técnico, futebolisticamente é o que eu tenho a dizer. Fora de campo a Conmebol fez questão de mostrar o quanto é ridícula e o quanto somos atrasados em termos de preparo e organização. Afora todas as vantagens e informações privilegiadas que alguns times tiveram, a Conmebol fez questão de dar um exemplo ao mundo de como não usar uma tecnologia incrível – o VAR – simplesmente ridículo. E para completar o festival de barbaridades, tivemos o técnico do River levantando o troféu de campeão no Bernabeu, escárnio total.


River Plate, Campeão da Libertadores 2018. Foto: Reuters/Martin Acosta


COPA DO MUNDO


A Copa foi um evento legal, bem organizado, uma festa, mas apesar de grandes craques e alguns bons jogos, não trouxe nada de excepcional dentro de campo e a França foi mais um campeão que jogou bem em alguns momentos e só. Para nós, sul americanos, a Argentina foi a grande decepção, um time totalmente desorganizado.


O Brasil acreditou, mais uma vez, no conto do salvador da pátria e foi eliminado diante do único desafio que enfrentou, a seleção belga. A surpresa positiva ficou por conta do Uruguai que apresentou um time organizado e muito aguerrido, baseado em Cavani e Suarez em campo e na continuidade do excelente maestro Tabarez. (Se os dois gigantes do continente tivessem um pouquinho de humildade dava para aprender muito com a celeste). Do ponto de vista individual, os dois craques do continente, Messi e Neymar, nada fizeram, aliás, minto, o brasileiro virou chacota mundial merecidamente.


MELHOR DA FIFA

Prefiro não comentar a escolha de Modric. Grande jogador, mas para ser o melhor do mundo está longe. O legal foi ver a Marta ser eleita mais uma vez, que exemplo!


BRASILEIRÃO


Do ponto de vista da dificuldade o campeonato entregou mais uma vez o que se esperava, realmente é uma competição muito difícil de se ganhar. Diferente de muitas ligas pelo mundo afora, é grande o número de times que podem chegar ao final do ano com chances de conquista e raramente acertamos o campeão no início da temporada. Título merecido para o Palmeiras, sem discussão.



Palmeiras, Campeão do Brasileirão 2018. Foto: Fabiano Menotti



COPA DO BRASIL

A competição mais charmosa e democrática do futebol brasileiro e parece que finalmente, os times estão entendendo as diferenças entre o campeonato e a copa, assim como a riqueza de termos dois modelos de competição, uma de pontos corridos e outra eliminatória. A mídia também parece ter sido convencida e a torcida foi no embalo. Título merecido para o Cruzeiro, sem discussão apesar das lambanças do VAR.

Cruzeiro, Bicampeão da Copa do Brasil 2018. Foto: Eduardo Carmim/ Photo Premium

FUTEBOL BRASILEIRO EM CAMPO


Apesar de tudo o que falei sobre as competições é preciso falar que o nível do futebol jogado no país deu mais um passo no sentido contrário ao que as principais ligas seguem. Nível técnico baixíssimo, jogos chatos, de baixíssima qualidade, modorrentos com jogadores simulando tudo, reclamando de lateral, tiro de meta e tudo mais que puderem. Técnicos medíocres a ponto de Felipão fazer diferença para a conquista do melhor elenco disparado entre os times da série A.


CBF E CLUBES

A entidade máxima do futebol brasileiro mais uma vez e seguindo os ensinamentos da Conmebol mostrou toda a sua incompetência para cuidar de futebol. Decisões erradas em cima de decisões erradas, árbitros mal preparados, lambança com o VAR, convocações absurdas de jogadores durante decisões, privilegiando alguns times em detrimento de outros. E sem falar do total abandono dos clubes brasileiros diante dos descalabros ocorrido na libertadores.

Por falar nisto os nossos clubes descobriram as redes sociais, fazem declarações inúteis e jogam para a torcida, com raros mas louváveis acertos de uso do twitter e facebook. Mas os nossos incompetentes diretores são incapazes de se unirem para se protegerem dos abusos políticos muito comuns na Conmebol e negociarem a alforria diante da CBF. Mas é claro que eles não querem isto, sem a CBF, sem os juízes para culpar, vai ficar mais evidente o quanto eles são despreparados.

Força e fé, quem sabe melhora! Feliz Natal e ótimo 2019 para todos!


Por: Walace Alves - @Blog_Tendencias


Sua opinião é muito importante para nós!

Deixe sua crítica, elogio ou sugestão para que possamos melhorar sempre!

Fale Conosco