• Vinícius Fortunato

Cruzeiro 1x1 América: No primeiro teste do ano, o Cruzeiro mostra que precisa melhorar

Saudações celestes a todos.


Ontem Cruzeiro teve seu tão aguardado “primeiro teste” do ano. Enfrentamos o primeiro adversário com uma qualidade considerada equiparada com nosso atual elenco, também levando em consideração que o América será nosso concorrente direto neste ano, almejando a volta para Série A do Campeonato Brasileiro.

Cruzeiro x America pela quinta rodada do Campeonato Mineiro 2020. Foto: André Araújo


E creio que para todos só ficou confirmado o que já estava sendo discutido desde o inicio, precisamos de reforços.


O time que temos atualmente é uma excelente base, porém carece de algumas peças, tanto de qualidade técnica e também de experiência já que, ontem mesmo, seis jogadores que iniciaram a partida tem idade sub 23 e os novatos João Lucas e Machado, que acabaram de chegar, apesar de mais rodados, ainda carecem de experiência em cancha.


Ontem, antes do jogo, começaram alguns murmurinhos como a volta do Moreno, contratação de mais quatro jogadores para a disputa da Série B. Se o planejamento continuar nessa toada e a torcida tiver paciência, tem tudo para dar certo. Temos bons jogadores atualmente, um treinador que apesar de não ser meu escolhido tem se mostrado muito capaz e disposto a ajudar, então tem meu voto de confiança.


Para não falar que eu não comentei sobre o jogo, vamos lá.


O jogo como um todo foi bem fraco, dois times que nitidamente jogaram pelos erros do adversário e os erros até existiram, porém foram erros tanto defensivamente, quanto ofensivamente.


Fato comprovado em uma jogada de perigo no primeiro tempo. Pela esquerda João Lucas que teve uma partida bem abaixo (o camisa 6 sofreu com o Ademir que fez uma grande partida), tentou cortar uma bola, porém a redonda sobrou para o camisa 10 americano, a bola foi cruzada na segunda trave, Felipe Augusto chegou livre de marcação, mas acabou finalizando por cima do gol, desperdiçando talvez a melhor chance do primeiro tempo.


Depois disso nada de muito perigo, apenas alguns arremates sem muito perigo aos arqueiros, que pouco trabalharam durante a etapa inicial.


O segundo tempo iniciou com mudanças. Jhonata Robert deixou o campo e cedeu seu lugar ao meia Marco Antônio. E com a mudança o camisa 20 começou a ocupar a faixa central, fazendo com que Everton Felipe fosse deslocado para o lado esquerdo do campo, o que fez seu futebol crescer, pois foi um dos jogadores mais participativos do time.

Apesar das mudanças, o Cruzeiro seguia sem preocupar muito a defesa adversária. Se a troca beneficiou Everton Felipe, Marco Antônio entrou apagado e sucumbiu em meio os volantes americanos o que prejudicou muito o time celeste, que seguia sem se encontrar em campo. A melhor chance do time foi uma finalização do volante Felipe Machado, que levou perigo a meta de Airton.


Aos 22 minutos outra mudança, o atacante Roberson deu seu lugar a Welinton. Porém nem deu muito tempo do jovem atacante mostrar serviço, pois apenas dois minutos depois em uma pane da defensiva celeste, o América abriu o marcador.


Em uma jogada bem tramada pela direita, Edilson ficou na saudade após uma bela tabela, Felipe Augusto saiu sozinho sem marcação, o atacante levantou a cabeça e cruzou rasteiro para Ademir, o camisa 10 finalizou sozinho no meio de três marcadores e abriu a contagem no gigante da Pampulha.


Imediatamente o técnico Adilson Batista queimou seu ultimo cartucho e colocou o atacante Judivan no lugar do volante Jadsom.


A mudança não surtiu o efeito esperado, porém o américa acabou recuando com o gol marcado e o Cruzeiro começou a ser mais presente no campo ofensivo, principalmente pelo lado direito com Welinton e Edilson.


Em uma destas tramas pela direita, Edilson recuperou a bola, tocou para Mauricio e o camisa 11 acertou um belo chute de canhota. O atacante ainda contou com a ajuda do goleiro americano que chegou atrasado e não conseguiu evitar o belo gol, Cruzeiro 1x1 América.

Mauricio, autor do gol celeste, no empate em 1x1 contra o América. Foto: Bruno Haddad - Cruzeiro


Depois do empate o jogo voltou ao nível do primeiro tempo, aquele famoso “passo do urubu malandro”, nada de gols, nada de jogadas perigosas e o 1x1 se manteve até o apito final.


O Cruzeiro vem tendo bom resultados mais na vontade dos meninos da base do que por futebol em si. Os reforços são necessários e parece que realmente vão vir.



O Mineiro segue sendo um grande teste para todo time, do treinador ao terceiro goleiro. É hora de todos mostrarem serviço e isso serve também para a torcida.


O Cruzeiro volta a campo na quinta feira, enfrenta o São Raimundo de Roraima, valendo vaga na próxima fase da Copa do Brasil.


VAMOOOOOOOOOOOOO CRUZEIROOOOOOOOOOOO!!!



FICHA TÉCNICA: CRUZEIRO 1x1 AMÉRICA-MG

Data/hora: 9 de fevereiro de 2020, às 16h (de Brasília) Estádio: Mineirão, Belo Horizonte(MG) Árbitro:Wanderson Alves de Souza Assistentes: Pablo Almeida Costa e Leonardo Henrique Pereira Cartões amarelos: Jadsom, Machado, Adriano, Edílson(CRU), Zé Ricardo(AME) Cartões vermelhos:- Público e renda: Público Total: 21902/Público Pagante: 19330/R$ 337.203,00 Gols: Ademir, aos 24'-2ºT(0-1), Maurício, aos 32'-2ºT(1-1) CRUZEIRO: Fábio, Edílson, Léo, Cacá e João Lucas; Jadsom(Judivan, aos 25'-2ºT), Filipe Machado, Maurício, Everton Felipe, Jhonata Robert(Marco Antônio-intervalo) e Roberson(Welinton, aos 20'-2ºT) Técnico: Adilson Batista. AMÉRICA-MG: Airton, Leandro Silva(Diego Ferreira-intervalo), Lucas Kal, Eduardo Bauermann e Sávio; Zé Ricardo, Juninho, Alê, Ademir(Rickson, aos 26'-2ºT), Felipe Augusto(Léo Passos, aos 42'-2ºT) e Rodolfo. Técnico: Lisca "Doido"

Por: Vinicius Fortunato - @fortunatoxD

Edição: Renata Batista - @Re_Battista

Sua opinião é muito importante para nós!

Deixe sua crítica, elogio ou sugestão para que possamos melhorar sempre!

Fale Conosco