Cruzeiro 1x1 Bahia - O time celeste perde chance de se afastar do Z4 com empate frustrante

Mundo Azul,

 

☻ Derrapamos novamente em casa, uma pena – Cruzeiro 1x1 Bahia – A nossa situação continuou inalterada após a 30ª rodada. Mais uma vez o Cruzeiro perdeu a chance de vencer e abrir vantagem para a zona de rebaixamento, como acontecera no final de semana passado ao empatar com Fortaleza e Bahia, ambos por 1x1.

 

O jogo desta semana foi mais dramático porque o Cruzeiro teve Orejuela injustamente expulso num lance dos pênaltis marcados pelo VAR quando a bola toca na mão do defensor. Seguindo a lógica a falta deveria ser marcada, mas, o cartão amarelo foi absurdo, porque o jogador não teve a intenção de fazer a falta.

 

Prejuízo triplo para o Cruzeiro, porque tomou o gol de pênalti (se vocês observarem o lance, verão que um jogador do Bahia invadiu a área e a cobrança deveria ter voltado), perdeu Orejuela o restante da partida e também para o próximo jogo, além de se manter pendurado com 2 cartões amarelos.

 

A torcida do Cruzeiro e também Abel Braga vão reclamar com razão do pênalti não marcado pelo árbitro em cima de David no início da etapa final que poderia ter modificado completamente o panorama do jogo. Mais uma vez o VAR não fez a revisão do lance e respeitou a opinião do árbitro dentro de campo, mas, quando é contra nós invertem falta do lateral do Fluminense para anular o gol, inventam impedimento num lance milimétrico no jogo contra o Goiás, não marcam nenhuma penalidade a nosso favor nos jogos em casa... Segue a partida.

 Cadê o VAR??? Lance do pênalti no jogador David não marcado. Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

 

Agora a luta pelo rebaixamento tem 2 clubes já virtualmente rebaixados: Avaí e Chapecoense. As outras 2 vagas estão entre Vasco (39), Fortaleza e Atlético-MG (36), Cruzeiro, Botafogo e Ceará (33), Fluminense (31) e CSA (29), ou seja, são 8 times lutando para não ocuparem estas 2 vagas. Uma vitória hoje teria nos dado a chance de abrir 4 pontos em relação ao Fluminense (17º colocado) e nos afastaríamos do Z4. Era muito importante ter conseguido abrir estes 4 pontos do Z4, porque o Cruzeiro tem o menor número de vitórias entre todos estes times e em caso de empate em pontos, perde o confronto.

 

Com relação ao jogo de hoje, creio que o Cruzeiro teve as melhores chances de fazer os gols, foi tremendamente prejudicado pela arbitragem e tem mais que reclamar, especialmente do árbitro do VAR no lance do pênalti não marcado.

Mas, também do bandeira que marcou um impedimento inexistente, absurdo, sem ninguém na frente dele. Quanto ao árbitro, reclamo com veemência da absurda expulsão de Orejuela.

 

Os lances mais relevantes da partida:

 

☺ 3’ – Thiago Neves enfia boa bola para Éderson, que toca trás para Orejuela que corta para o meio e chuta, mas, a bola bate na defesa do Bahia.

 ☻ 4’ – Combinação rápida entre Élber e Fernandão, que invade a área e devolve a bola para o ex-cruzeirense que completava 100 jogos com a camisa do Bahia. Mas, como de praxe, Élber chuta de primeira, de fora da área e a bola explode na marcação.

☺ 7’ – Thiago Neves encontra Marquinhos Gabriel na segunda trave. Ele tenta ajeitar para Fred completar, mas manda direto para fora.

☻ 8’ – O jogo seguia igual. Agora é Nino Paraíba que levanta na área, Fernandão sobe mais que todo mundo e finaliza de cabeça para fora.

☻ 9’ - Élber ganha na ponta direita e cruza na área para Fernandão. Defesa da Raposa afasta, Flávio pega a sobra e chuta no gol. Fábio faz a defesa sem maiores problemas.

☺ 12’ – CHANCE INCRÍVEL (Vá se benzer David) - Orejuela, Marquinhos Gabriel e Éderson fazem ótima combinação pelo lado direito de ataque. Orejuela avança e cruza na área na medida para David, que chifra a bola finalizando por cima do gol de Douglas Friedrich.

☺ 23’ – NA TRAVE - Marquinhos Gabriel puxa contra-ataque. Bola chega a Henrique, que encontra Éderson na ponta esquerda. Ele corta para dentro e chuta forte rasteiro, a bola resvala em Douglas e bate na trave.

☺ 24’ – CHANCE INCRÍVEL (Vá se benzer Fred) - Na cobrança de escanteio do Cruzeiro, Cacá desvia no meio, e bola sobra limpa para Fred. Atacante domina sem jeito e manda por cima do gol.

☺ 29’ – GOL ANULADO CORRETAMENTE - Dodô recebe na esquerda após triangular com Thiago Neves e David e faz cruzamento rasteiro, Fred completa de primeira e balança as redes. Infelizmente ele estava um pouco à frente da defesa do Bahia.

☺ 45 + 3’ – Árbitro de vídeo checou possível pênalti em toque de mão de Juninho na área, após cruzamento de Dodô. Após análise, Wagner Reway mandou seguir porque a bola toca no peito antes de bater no braço.

 

♣ FIM DO PRIMEIRO TEMPO aos 49’: Cruzeiro 0x0 Bahia – Apesar de errar passes em demasia especialmente com os nossos homens de meio-campo e lado de campo, o Cruzeiro levou claramente muito mais perigo ao gol do Bahia, com chances claras de Fred, David e Éderson. O Bahia forçando o jogo em cima do porte físico de Fernandão, mas, o atacante foi bem controlado por Cacá e Léo nesta etapa inicial.

 

☺ 46’ – A PRIMEIRA OPERAÇÃO DO VAR – Logo na primeira chegada na etapa final Thiago Neves enfia bola para David, que gira sobre a marcação e sai na cara do gol. Atacante é desarmado com falta por Moisés e cai no gramado, sofrendo pênalti claro. Porém, o péssimo Reway anula o lance, marcando um impedimento do nosso camisa 11, absurdo. Assim, fica muito mais complicado. Paulo Cesar de Oliveira analisa impedimento de David marcado pela arbitragem no primeiro minuto do segundo tempo: "A gente repara que a posição dele era legal. A gente repara que ele [Moisés] não toca na bola, e o contato foi no pé esquerdo dele [David]. Para mim, foi pênalti. Houve um pênalti não marcado nesse contato".

☺ 50’ – David recebe bola esticada, corta Nino e toca para Henrique que lhe devolve a bola na frente. Ele corta para dentro e chuta no cantinho. Douglas Friedrich defende em 2 tempos com dificuldade.

☻ 56’ – GRANDE CHANCE DO BAHIA - Nino avança pelo lado direito, cruza na área, Fernandão se antecipa a Cacá e cabeceia para fora.

☻ 63’ - VAR MARCA PÊNALTI CONTRA O CRUZEIRO - Fernandão arrisca no gol, e bola toca no braço de Orejuela quando este salta de lado para o lance. Na hora o atacante do Bahia pede o pênalti... O VAR entra em ação e a penalidade é marcada. Fernandão vai para a cobrança e desloca Fábio que cai no canto direito baixo, enquanto a bola vai no outro lado.

Para completar a coisa, Reway não satisfeito, ainda mostra o 2º amarelo para Orejuela e o expulsa. Bahia está ganhando de 1 x 0 e com vantagem numérica.

☺ 67’ – QUASE SAI O GOL DE EMPATE - Dodô levanta na área do Bahia, Marquinhos Gabriel ajeita para Fred, que bate cruzado. Bola passa perto da trave do gol de Douglas

☺ 73’ – GOL DO CRUZEIRO – Cruzeiro 1x1 Bahia - Sassá que havia entrado pouco antes no posto de David (saiu vaiado de campo), começa a jogada no lado esquerdo e toca para Thiago Neves. Ele devolve para Sassá, em progressão. Na entrada da área, Sassá resolve arriscar e solta um pombo sem asas que estufa as redes do Bahia, fazendo a alegria da torcida cruzeirense. UFA!!! Até que enfim um gol de atacante a favor do Cruzeiro.

 Sassá comemora o golaço marcado contra o Bahia. Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

 

☻ 74’ – João Pedro avança pelo meio e bate rasteiro. Bola passa raspando a trave do gol de Fábio com muito perigo.

☺ 81’ – Léo recebe a bola dentro da área do Bahia e mesmo marcado, consegue finalizar no gol. Bola vai sem força, e Douglas defende tranquilo.

☺ 83’ – QUASE SAI O GOL DA VIRADA - Dodô cruza na área, Thiago Neves se antecipa a Juninho e cabeceia com muito perigo para fora.

☻ 85’ – BOA DEFESA DE FÁBIO – Rogério recebe a bola na esquerda e mesmo de longe solta um canudo no canto esquerdo de Fábio, que voa e faz uma linda defesa.

☺ 90 + 3’ - ÚLTIMA CHANCE DO JOGO - Em contra-ataque do Cruzeiro, Thiago Neves recebe com liberdade, corta para o meio e chuta no gol. Bola vai sem força, e Douglas defende.

 

♣ 90 + 4’ – FIM DE JOGO – O Cruzeiro foi melhor, mas, novamente não conseguiu vencer jogando em casa. Empate frustrante. De bom deve-se ressaltar a luta do Cruzeiro para buscar o empate e até a virada mesmo com um jogador a menos. Foram 13 ataques destacados do Cruzeiro contra 7 chegadas do Bahia.

 

☻ A SÙMULA DO JOGO: Cruzeiro 1x1 Bahia

 

♦ MOTIVO: 30ª Rodada do Campeonato Brasileiro de 2019

♦ Local, Data, Hora: Mineirão, Belo Horizonte, Domingo, 03/11/2019, 19:00 h

♦ Arbitragem: Wagner Reway (FIFA-PB) apita o jogo, auxiliado por Bruno Raphael Pires (FIFA-GO) e Oberto da Silva Santos (PB). O árbitro de vídeo foi Paulo Roberto Alves Júnior (PR). Atuação muito contestada pelo Cruzeiro que inclusive teve suas falhas expostas pelo comentarista de arbitragem do SPORTV Paulo César Oliveira.

♦Cartões Amarelos: Henrique, Fred e Orejuela (Cruzeiro).

♦ Cartão Vermelho: Orejuela após receber o 2º amarelo.

♦ Gols: Fernandão a 63’ e Sassá a 73’

♦ Público Pagante: 21.933 pessoas +++ Público Presente: 25.913 torcedores.

♦ Renda: R$ 395.657,00 +++ Ticket médio = R$ 18,18 (US$ 4.50)

 

♦ Cruzeiro: Fábio, Orejuela, Cacá, Léo e Dodô; Henrique e Éderson: Marquinhos Gabriel (Ezequiel), Thiago Neves e David (Sassá); Fred (Edílson).

DT: Abel Braga

 

☻ Bahia: Douglas Friedrich, Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Flávio, João Pedro e Marco Antônio (Lucca); Arthur, Fernandão (Arthur Kaike) e Élber (Rogério).

DT: Roger Machado.

 

As homenagens desta coluna hoje vão para um time de grandes cruzeirenses formado por: Gustavo Rabelo, João Paulo Araújo, Karla Mota Mendes, Vânder Araújo, Fernanda Lima, André Tavares, William Gontijo, Ronaldo Carvalho, Mariana Passos, Patrícia Cardoso e Pedro Senra. E para comandar este escrete maravilhoso escalo a nossa poetisa Beth Makennel, uma grande cruzeirense que sempre traz energia positiva e que sabe o valor de conspirar a favor do clube, mesmo quando tudo indica que devemos ir contra, uma cruzeirense maiúscula.

 

E de Conceição do Mato Dentro-MG : Hoje rendo as homenagens aos primos Gracinha Duarte, Douglas Duarte Andrade, Alysson Duarte Andrade, Clemenceau Chiabi Saliba Jr., Vinicius “Zuloobas” Cheab, Christiano Chiabi, Rodrigo “Joelhada” Coelho Chiabi, além dos meus conterrâneos Antônio Lúcio Carneiro Motta, Paulo Henrique Carneiro Motta, Cláudio Alberto Carvalho Carneiro e Gilvan Lima Cicarelli. E para comandar este timaço convoco o meu afilhado querido Filipe Diniz Duarte que é aniversariante de novembro.

 

“Cruzeiro, Cruzeiro Querido...Tão Combatido, Jamais Vencido”

 

Por: João Chiabi Duarte - @JoaoChiabDuarte

Edição: Renata Batista - @Re_Battista

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Sua opinião é muito importante para nós!

Deixe sua crítica, elogio ou sugestão para que possamos melhorar sempre!

Fale Conosco