• DebateZeiros Cruzeiro

Cruzeiro 2x2 Avaí: É, Judivan!

Neste 15 de Novembro, feriado da Proclamação da República, Cruzeiro e Avaí se enfrentaram no Mineirão. De um lado uma equipe desesperada na luta contra o rebaixamento e do outro uma praticamente cumprindo tabela mas já testando alguns jogadores visando 2018. Mano Menezes com seus desfalques promoveu a estreia do lateral direito Galhardo, no ataque Jonata ganhou chance como titular. Fábio, Galhardo, Léo, Digão, Diogo Barbosa, Henrique, Romero, Robinho, Thiago Neves, Rafinha, Jonata. Avaí foi à campo com: Douglas, Maicon, Alemão, Betão, J. Paulo, Judson, Simião, P. Castro, Marquinhos, Romulo, Jr Dutra.

Judivan: Uma das vitórias pessoais da noite Créditos de Imagem: Washington Alves / Agência Light Press

Mesmo tendo a obrigação de conquistar pontos, o Avaí já começou o jogo completamente retrancado. O Cruzeiro amassava o time catarinense, mas faltava criatividade dos meias. Robinho que começa o jogo aberto, centralizava para abrir espaço para Galhardo. O estrante da noite aproveitou bem esse espaço e fez boas jogadas ofensivamente. Mas faltou um bom atacante para aproveitar seus cruzamentos perigosos. Jonatas completamente apagado na partida não aproveitou nenhuma das inúmeras bolas que rondaram o gol do Avaí. Em um ataque fortuito os Catarinenses abriram o placar. Henrique cometeu pênalti infantil que, por pouco, Fábio não conseguiu defender. 0 a 1.

Na etapa final a tonica era a mesma, Cruzeiro pressionando demais, mas sem conseguir furar a retranca montada pelo técnico Claudinei Oliveira. Mano Menezes promoveu então sua primeira mudança na equipe. Sacou Jonata para a entrada de Élber que entrou aberto na direita, empurrando Robinho para parte mais central do campo e Thiago Neves para mais perto do gol. E dessa forma que abrimos o placar. Diogo Barbosa jogou a bola na área e Thiago Neves com muito oportuinismo e qualidade na finalização empatou a partida. 1 a 1.

O time celeste empolgado com o empate tentava de todas as formas encontrar o gol da virada. Galhardo sentiu a coxa e foi substituído por Bryan. O que provocou uma mudança tática da equipe, passando para o 4-1-4-1, com Romero ocupando a lateral direita e Bryan entrando na meia pela esquerda ao lado de Robinho. Por alguns momentos a equipe sentiu as muitas mexidas de posicionamento.

O ponto alto da noite foi a entrada do jovem Judivan. O atacante voltou aos gramados 2 anos e meio após sofrer gravíssima contusão. E sua volta não podia ser melhor. Mostrou muita disposição, deu opção várias vezes para receber a bola em diagonal entre os defensores adversários. Em um desses lances a zaga do Avaí conseguiu cortar, mas Judivan nao desistiu e conseguiu desarmar o zagueiro e tocar para Robinho sofrer penalti. Coube ao próprio Judivan fazer a cobrança e virar o jogo. 2 a 1.

Em vantagem no placar o time celeste recuou e o Avaí foi para o tudo ou nada. Os catarinenses atacavam invariavelmente pelo lado de Lucas Romero, improvisado na lateral mais uma vez, e levaram vantagem em todas as investidas por esse setor. E assim que chegaram ao empate já nos acréscimos.

Opinião #DebateZeiros: Espetacular ver Judivan de volta aos gramados e projetar o que esse jogador pode fazer em 2018. Tem muito potencial e é diferenciado. É um jogador que dá opção muita opção de passe para os meias, não se limita a jogar de costas para o gol adversário.

Thiago Neves deveria cada vez mais se firmar como segundo atacante, tem uma qualidade absurda para finalizar. Mas quando recua demais para tentar armar o jogo acaba atrapalhando mais do que ajudando. Deveria ficar mais próximo da zona de decisão das partidas. A armação podia ficar mais a cargo de Robinho e, quando voltar, de Ariel Cabral.

Galhardo fez uma estreia muito boa e promissora. Defensivamente não foi exigido, ofensivamente apareceu muito bem. Uma coisa que deveria ser varrida de vez é a opção de Lucas Romero como lateral, NÃO DÁ! Toda vez que ele tem uma sequencia como volante vai bem e de uma forma ou de outra acaba tendo que tapar buraco na lateral novamente. Ele não tem qualquer cacoete de lateral, toma bola nas costas com facilidade e não sabe se posicionar por ali.

Por: Felipe Ávila - @FelipeAvilaP

Sua opinião é muito importante para nós!

Deixe sua crítica, elogio ou sugestão para que possamos melhorar sempre!

Fale Conosco