• DebateZeiros Cruzeiro

Cruzeiro 1x0 Bahia: 3 pontos e só!

Após uma semana cheia para treinos e recuperação, o Cruzeiro recebeu o Bahia no Mineirão e venceu por 1x0. Mano Menezes escalou força máxima e, também visando a Copa do Brasil mandou a campo: Fábio; Ezequiel, Leo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique e Hudson; Robinho, Thiago Neves e Rafinha; Raniel. O Bahia, treinado por Preto Casagrande, iniciou com Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Edson e Juninho; Vinícius, Zé Rafael e Mendoza; Rodrigão.

Léo: Destaque da partida

Créditos de Imagem: Washington Alves- Agência Light Press

Diante de seu torcedor, contra um adversário tradicionalmente freguês, o Cruzeiro começou indo pra cima dos baianos. O time de Mano tentava abrir a bem postada defesa do adversário, fechada com 2 linhas de 4 e dois à frente, todos em seu campo de defesa. A ilusão de uma possível vitória tranquila, durou até o bom chute de Thiago Neves, de fora da área, obrigando Jean a fazer uma boa defesa aos 8. O lance passou a impressão que o Cruzeiro, também pensando na finalíssima contra um time de goleiro sem confiança, usaria esta arma, mas foi apenas um lance isolado. Após os minutos iniciais, o Bahia foi tomando conta do jogo. A dupla de meias Thiago Neves e Robinho não se mostrava em uma “boa noite”. O Camisa 19 estava muito apagado e Neves errava todos os passes, além de e muitos lances jogar de costas para a jogada. Os Baianos, ainda esperando em seu campo de defesa, aproveitavam os contra-ataques cedidos. Mendoza e Zé Rafael eram os principais destaques, obrigando o Cruzeiro a fazer várias faltas e Fábio a fazer duas grandes defesas, garantindo o 0x0 na primeira etapa.

Para o segundo tempo, Mano não fez alterações e, como em vários outros jogos em casa, a postura da equipe foi totalmente diferente. O time voltou mais ofensivo, pressionando o time do Bahia e, logo aos 04 minutos, o Cruzeiro teve um pênalti acertadamente marcado a seu favor. Na cobrança, Thiago Neves caiu na “casinha” do goleiro Jean, que lhe deu o canto direito para cobrar. Inocentemente, o camisa 30, bateu no cano esperado pelo goleiro e desperdiçou a chance de abrir o marcador. Foi o décimo pênalti perdido na temporada. Poucos minutos depois, aos 11, Mano sacou Rafinha para entrada de Arrascaeta. O uruguaio, atuando pela esquerda, criava espaços. O gol, que já estava “maduro”, não demorou a sair. Após pressão de Raniel, a defesa baiana cedeu escanteio. Na cobrança, Thiago Neves mandou para o meio da área, em um dos poucos lances que acertou na partida. Léo, vindo de trás e com muita impulsão, mandou pras redes.

O gol deu tranquilidade ao time, que continuou atacando. O Bahia tentou sair mais para o jogo, contudo não conseguiu encaixar suas jogadas, como os contra-ataques da primeira etapa. Arrascaeta, pela esquerda, continuava sendo a principal via de criação das jogadas, participando de duas jogadas claras de gol. Aos 29, Hudson deu lugar a Lucas Silva e, aos 34. Robinho, de atuação apagada, saiu para entrada de Rafael Sóbis. As alterações não mudaram o cenário da Partida. O Cruzeiro continuava a criar as melhores chances, uma vez que investia em jogadas pelas pontas. O cenário seria mudado aos 38, quando Lucas Silva fez uma falta em Zé Rafael, que puxava um contra-ataque. Atabalhoado no lance, o camisa 16 derrubou de forma violenta o bom jogador baiano e foi diretamente expulso. Em vantagem numérica, os Baianos foram em busca do empate, mas em vão. O Cruzeiro teria ainda uma excelente chance em um contra-ataque aos 40. Raniel puxou a jogada levando três marcadores consigo e tocou para a esquerda. Sóbis, que vinha de trás, foi derrubado pelo mal posicionado árbitro Wagner Reway. O Bahia ensaiou uma falsa pressão, mas sequer obrigou Fábio a fazer algum milagre. O fim de jogo ainda rendeu ao cruzeiro dois cartões, para Léo e Thiago Neves, claramente forçados.

Opinião #DebateZeiros: Havia uma expectativa de um jogo “fácil” por todo histórico do confronto e pelo Cruzeiro usar força máxima. O primeiro tempo foi marcado por domínio do Bahia (pasmem), que se mostrou um time muito bem organizado e com uma boa troca de passes nos contra-ataques. Fábio interviu em pelo menos duas claras chances. Thiago Neves e Robinho estavam muito mal, como há vários jogos. Situação que preocupa para a Final do dia 27.

No segundo tempo, a esquipe voltou mais focada e fazendo justamente o que se esperava para o início da partida. Mano poderia ter tirado Robinho ou Thiago Neves, mas sacou Rafinha. O camisa 70 não fez uma partida primorosa, mas mostrava mais rendimento que os outros dois, muito apagados até então. Talvez a intenção do treinador fosse dar ritmo e confiança, visando o jogão do dia 27. Faltou ao Cruzeiro ter um meia vindo buscar a bola dos volantes, aquele papel desempenhado por Cabral. Talvez Robinho fosse o encarregado da tarefa, mas esteve em mais uma noite infeliz. Fica a expectativa, para o próximo domingo. Se Mano deverá escalar todos reservas ou ainda usar a partida para dar ritmo a alguns jogadores titulares, uma vez que o jogo contra o Flamengo será daqui há 10 dias. #AvanteCruzeiro #CravarNoG6

Por: Helton Santos - @HeltonSantos85

FICHA TÉCNICA – CRUZEIRO 1x0 BAHIA

🏆 Campeonato Brasileiro - 24 ª Rodada 🏆

📌 Local: Mineirão

📅 Data: 17 de Setembro de 2017

🕛 Horário: 19h00

PÚBLICO E RENDA

Presente: 14.384

Pagante: 11.849

Renda: R$ 217.609,00

CRUZEIRO

Fábio, Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson (Lucas Silva, aos 29 do 2º), Robinho (Rafael Sóbis, aos 34’ do 2º T), Rafinha (Arrascaeta, aos 12’ do 2º T) e Thiago Neves; Raniel.

Técnico: Mano Menezes.

BAHIA

Jean, Eduardo, Tiago (Thiago Martins, aos 25’ do 2º T), Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Edson, Juninho, Vinícius (Edigar Junio, aos 30’ do 2º T), Zé Rafael e Mendoza; Rodrigão (Hernane, aos 39' do 2º T).

Técnico: Preto Casagrande.

Gols:

Léo, aos 17' do 2ºT

🚩 Arbitragem: Wagner Reway - MT (FIFA)

🚩 Assistente 1: Eduardo Goncalves da Cruz - MS (CBF)

🚩 Assistente 2: Fabio Rodrigo Rubinho - MT (CBF)

Cartões Amarelos:

Henrique, Raniel, Robinho (suspenso) e Thiago Neves (suspenso)

Vinícius (BAH)

Cartão Vermelho:

Lucas Silva

Sua opinião é muito importante para nós!

Deixe sua crítica, elogio ou sugestão para que possamos melhorar sempre!

Fale Conosco