top of page
  • Foto do escritorEzequiel Silva

A hegemonia tem nome: Sada Cruzeiro

A cada temporada o Sada Cruzeiro se firma como uma das maiores histórias do esporte brasileiro. Seja pelo projeto duradouro, pelos grandes talentos revelados ou pelos inúmeros títulos alcançados - além das expressivas marcas quebradas ao longo dessa trajetória.


O 13° título consecutivo do Campeonato Mineiro - que, convenhamos, não é lá um torneio com elevado nível técnico - aumenta ainda mais a hegemonia estrelada em terras outrora dominadas pelo Minas Tênis. Detalhe: foi também o 13º título mineiro consecutivo em cima dos minastenistas, e o 15° vice dos rivais no torneio estadual - perderam uma final para o Montes Claros (2009) e uma para o Sada Betim (o embrião do Sada Cruzeiro), em 2008.


Cada vez que um troféu é levado para a sala do centro de treinamentos do Barro Preto, a torcida se ‘perde’ nas contas. São poucos os que ainda conseguem contar corretamente o número de finais, títulos e recordes, sem antes consultar o Google. E menos ainda são os que conseguem explicar a fome desse time de ainda traçar metas e buscar marcas, muitas delas cravadas pelo próprio Sada.


Só podemos agradecer por vivermos esse capítulo tão incrível da história esportiva mineira, cruzeirense e brasileira. Como é bom viver todos esses momentos, guardar essas memórias e contá-las. O Sada Cruzeiro é um fenômeno! É dono de uma trajetória infelizmente pouco valorizada no País, porém digna de livros, filmes e documentários.


Agora vem outra Superliga Nacional, de longe o título mais cobiçado da temporada do vôlei tupiniquim. O Sada Cruzeiro vai em busca do octacampeonato, e estejam certos de que vem mais uma página heroica e imortal pela frente.


Um abraço aos amigos do DebateZeiros!



Por: Ezequiel Silva - @ezequielssilva89

Edição: Renata Batista - @Re_Battista

Comments


bottom of page