• Ezequiel Silva

O foco é somar pontos!

O desempenho do Cruzeiro nos últimos jogos não tem agradado a boa parte da torcida, inclusive esse que vos escreve. As inúmeras chegadas e saídas no elenco - em uma tentativa constante de encontrar soluções a curto prazo e com pouco dinheiro -, deram outra cara ao time que encerrou o Campeonato da FMF, semanas atrás. Muitas estreias em um mesmo jogo, desfalques pontuais, instabilidade nas atuações das principais peças… tudo isso vem contribuindo para uma queda naquele padrão que tanto agradou no estadual, com pressão sobre o adversário, posse de bola constante e variação de jogadas.


No “jogo” contra o Tombense, as modificações na escalação inicial, a visível falta de entrosamento do time, a péssima qualidade do gramado, a arbitragem frágil e o adversário fraco contribuíram para o “espetáculo” vergonhoso, digno das piores coisas já vistas em um jogo de futebol. O ingresso de quem foi ao campo deveria ser reembolsado, sinceramente. Ainda assim, salvamos um pontinho importante.


Já contra o Londrina, o Cruzeiro relembrou (para nosso alívio!) o bom padrão do estadual durante um bom período do jogo, com exceção da parte “variação de jogadas''. O gol não nasceu tão naturalmente quanto no torneio local, mas nasceu. E isso é o que importa. Ah, e não foi um gol ao acaso como alguns insistiram em pregar por aí; o erro do arqueiro na jogada só foi possível devido à pressão exercida pelos nossos atacantes, em uma atitude ofensiva que vem sendo adotada com frequência no sistema do técnico Paulo Pezzolano.


E o treinador uruguaio tem razão quando defende o seu elenco das críticas, reforçando a luta dos jogadores em cada partida. Ele cumpre o papel do líder. A torcida sabe bem que não temos craques no time, muitos ali estão tecnicamente aquém da nossa história e dificilmente teriam a oportunidade de vestir essa camisa em tempos de vacas gordas. Mas esses jogadores são os defensores do manto azul estrelado neste momento, e a eles nunca faltará apoio durante os 90 minutos de cada uma das 34 batalhas que ainda nos restam, como não faltou nas 4 primeiras.

O jogador Jajá atuando pelo Cruzeiro na partida contra o Londrina pelo Brasileirão B - 26/04/2022. Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro


Essa é a melhor campanha do Cruzeiro em três anos na Série B. Nessa mesma rodada, em 2020, tínhamos 3 pontos (time começou punido pela FIFA), 4 pontos em 2021 e temos 7 agora. É a nossa primeira aparição entre os quatro primeiros colocados após 79 rodadas. Antes de tudo, o que importa agora é somar pontos, seja como for, até que o time ganhe o entrosamento necessário e melhore o seu desempenho, sofrendo menos para vencer.

Série B é isso: é importante permanecer sempre próximo ao bloco de acesso e dar o bote na hora certa para fixar a posição. Pelo trabalho desenvolvido, essa “hora certa” vai chegar para o time, como chegou, por exemplo, para o Botafogo em 2021.


O time carioca variou no meio da tabela durante todo o 1º turno, chegou a ocupar a 11ª colocação e só entrou definitivamente no G4 a partir da 21ª rodada, para não sair mais do bloco e arrancar rumo ao título. O Botafogo também viveu mudanças bruscas no decorrer do campeonato, inclusive com uma troca de técnicos. Não foi a campanha perfeita, mas teve o desfecho esperado por eles, e pode sim nos servir de “inspiração” para 2022.


Outra campanha interessante na Série B de 2021 foi a do Goiás, que permaneceu apenas 10 rodadas fora do G4, tendo o 7º lugar como a pior posição no certame inteiro. Ou seja, mesmo fora do bloco em alguns momentos, a equipe goiana manteve “contato” constante com o acesso, que acabou se concretizando ao final das 38 rodadas.


Por último, falar do apoio incondicional da Nação é chover no molhado. Durante os 90 minutos de um jogo do Cruzeiro, nada mais importa para nós, a não ser cumprir o nosso papel em busca da vitória. A intensidade que a torcida azul proporciona, o sentimento de unidade entre campo e arquibancada faz tudo pulsar, a confiança aumenta e as esperanças se renovam.


Estamos no caminho certo! Vamos para o próximo jogo com o mesmo sentimento, e em busca de somar pontos. Nós vamos conseguir o nosso objetivo.


Um abraço aos amigos do DebateZeiros!





Por: Ezequiel Silva - @ezequielssilva89

Edição: Renata Batista - @Re_Battista