• Vinícius Fortunato

Pós-jogo: Cruzeiro 3x0 Tupynambás

Fala Nação Celeste!


O Cruzeiro venceu ontem (domingo dia 10 de fevereiro) o Tupynambás, o jogo foi válido pela sexta rodada do Campeonato Mineiro.


Sem mais delongas vamos para os destaques da partida.


Lucas Romero – Finalmente “El Perro” consegue uma sequência jogando como volante, fez uma partida sólida como já é de costume, mostrando para o treinador que pode sim jogar de segundo volante, ao lado de Henrique.


Marquinhos Gabriel - Outra boa partida, calando a boca de muita gente. Tudo bem, campeonato mineiro, mas ele tem feito o que se espera dele.


Rodriguinho – Debutou na Toca III, um gol e uma assistência, boa partida do meia celeste.


Rafinha – É o jogador mais regular do Cruzeiro neste inicio de temporada, curiosamente repete o bom inicio que teve em 2018. Trinta e cinco anos, folego de garoto, tomara que dê sequencia nesta regularidade.


Fred – Quarto gol em seis jogos do mineiro, o camisa 9 vem mostrando o que se esperava dele desde a sua volta. Esbarramos novamente no que eu disse sobre o Marquinhos Gabriel e o Campeonato Mineiro, mas também é a mesma avaliação, ele tem feito o que se pede, gols.


Menção honrosa: Egídio, ao contrário do Edilson, nosso lateral esquerdo vem entendendo que com a concorrência de um bom reserva ele tem que mostrar futebol e fez uma boa partida, se entendeu muito bem com Marquinhos Gabriel, pela esquerda do ataque.

Rodriguinho, melhor em campo, comemora seu gol - Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro


O jogo


O Cruzeiro dominou a partida do inicio ao fim e deixou a impressão de que se fosse mais incisivo no ataque iriamos conseguir os dois gols que faltaram para a liderança do Mineiro. Bobagem, este é o terceiro ano de Mano Menezes a frente do time celeste já deveríamos ter acostumado, afinal de contas controlar o jogo é uma característica do nosso treinador.


Repetindo a formação do jogo contra o Villa Nova, o time foi a campo com um 4-2-3-1 muito bem definido, contrariando inclusive o que estamos acostumados a ver no futebol mundial hoje em dia: times com pontas invertidos (destro na esquerda e canhoto na direita). Resultado é que tivemos um time que forçava muito jogadas de linha de fundo, duetos entre pontas e laterais, o que é muito bom levando em consideração a qualidade do nosso camisa nove, a presença de área de Fred faz com que este seja sempre, um bom esquema de jogo.


Os três gols foram o retrato deste pequeno resumo que fiz, nada mais que isso. O primeiro gol saiu aos 14 minutos da etapa inicial. Egídio dominou a bola na intermediaria esquerda do adversário, deu um passe primoroso para Marquinhos Gabriel, o atacante fez um cruzamento rasteiro e achou Fred muito bem posicionado, de perna esquerda o centroavante só teve o trabalho de rolar a bola para dentro do gol, Cruzeiro 1x0.


Fred comemora seu gol agradecendo o passe de Marquinhos Gabriel. Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro




Cruzeiro continuou tomando as rédeas do jogo, porém era nitidamente um time “torto” no ataque. Acumulava suas ações todas pelo lado esquerdo, faltava mais a presença de Edilson no campo ofensivo, para fazer o que o lado canhoto do ataque fazia tão bem. Bom, se Edilson não ajudava muito, Rafinha fez sozinho mesmo. Aos 44 também da etapa inicial, Rodriguinho apareceu, o meia celeste recebeu a bola no meio campo, fez um belo lançamento para Rafinha na ponta direita, o Pimentinha Azul cruzou a bola meia altura na área, Fred mais uma vez decisivo no lance puxou a marcação, a bola se ofereceu livre para quem? Rodriguinho converteu um arremate de frente para o gol, fazendo seu primeiro gol com a camisa do Cruzeiro e o segundo gol da raposa na partida. Detalhe do lance é que o camisa 23 fez exatamente o que se espera de um camisa 10 (perdão com o trocadilho dos números). O que o Murici Ramalho sempre fala: “camisa 10 tem que pisar na área”. Como manda o protocolo, começou e finalizou a jogada com um belo primeiro gol, tomara que venham muitos por ai.


Cruzeiro voltou pro segundo tempo sem alterações, seja de jogadores ou de padrão tático, time continuava o mesmo, controlando o jogo e sendo mais incisivo no lado esquerdo de ataque. Aos 14 minutos da etapa complementar outro gol, Marquinhos Gabriel viu muito bem a movimentação de Rodriguinho, ele se deslocou para a esquerda do campo de ataque, levou a bola a linha de fundo e cruzou rasteiro para o esperto Rafinha antecipar ao zagueiro e fazer o terceiro gol celeste, parecia até replay do primeiro gol, mas era apenas o Cruzeiro mostrando obedecer e muito sua proposta de jogo.


Depois disso destaque apenas para as substituições feitas pelo treinador cruzeirense.


- 18 minutos: Raniel entrou no lugar de Fred, segundo alguns veículos de noticia o camisa 9 saiu com um desconforto muscular, tomara que não seja nada grave, já que ele vem fazendo um bom inicio de temporada.


- 27 minutos: O volante Jadson entrou no lugar de Rodriguinho, que pra mim foi o melhor em campo.


- 35 minutos: Renato Kayzer entrou no lugar de Rafinha. Espero que o Mano dê mais chances para este menino, novo, faz o lado do campo com velocidade, acho que vale a aposta.

Fred comemora seu gol agradecendo o passe de Marquinhos Gabriel. Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro


Fechando a conta, Cruzeiro chegou aos 14 pontos e ocupa a vice liderança da competição, perde para o América no saldo de gols. Fred chegou aos 4 gols marcados e é o vice artilheiro, um gol atrás de Ricardo Oliveira.


Próximo confronto vale a liderança isolada, domingo as 17:00 no campo do Sete de Setembro, contra o América.


VAMOOOOOOOOO CRUZEIROOOOOOOOOOOOO! Por: Vinicius Fortunato - @fortunatoxD

Sua opinião é muito importante para nós!

Deixe sua crítica, elogio ou sugestão para que possamos melhorar sempre!

Fale Conosco