Cruzeiro 2x0 Coritiba - Três meses perdidos

26/06/2017

Diante de um público medíocre, porém bastante animado, apenas 11.770 pagantes, o time celeste foi à campo com: Fábio, Ezequiel, Caicedo, Léo, Diogo Barbosa; Romero; Ariel Cabral, Robinho, Alisson; Thiago Neves, Sóbis.  Para enfrentar o time de Mano Menezes, o técnico Pachequinho escalou seu Coritiba com os seguintes jogadores: Wilson, Léo, Márcio, Werley e Willian Matheus, Jonas, Matheus Galdezani e Tiago Real, Rildo, Henrique Almeida e Alecsandro.

 

Créditos: Agência Lightpress ©Washington Alves/Cruzeiro

 

É difícil definir taticamente a equipe do Cruzeiro. Particularmente, enxergo como um 4-1-3-2, mas bem torto para a esquerda. Thiago Neves e Sóbis formam uma dupla de ataque com um entrosamento antigo. Robinho arma o jogo da direita para o meio. Alisson dá a velocidade pro time na ponta esquerda. A grande diferença é Ariel Cabral, que não joga na linha de Lucas Romero, mas sim como um meia, e o faz muitíssimo bem. Incrível como o jogo flui por ele, é disparado o jogador mais regular do elenco em 2017.

 

 

O Cruzeiro começou o jogo pressionando muito o Coritiba e assustando com alguns arremates de fora da área e alguns avanços muito perigosos do lateral Diogo Barbosa. Mas o tempo foi passando e o gol não saía. Assim como a torcida, o time foi ficando nervoso e o peso dos últimos resultados ruins começou a atrapalhar o time em campo. O time Coxa-Branca cresceu no jogo e começou a ameaçar o gol de Fábio principalmente nas bolas cruzadas. Foi nesse momento importante da partida que conseguimos abrir o placar. Diogo Barbosa encontrou Thiago Neves na entrada da área e este, com bela finalização de primeira, colocou lá dentro: 1 a 0. A partir daí o jogo teve um só dono até o fim. O segundo gol nasce de um chutão do zagueiro Léo, rifando pro ataque. Sóbis, com muita categoria, tira do goleiro, deixa o zagueiro sentado e fuzila pro gol aberto: 2 a 0 e muita festa nas arquibancadas. Com mais espaço, o ataque celeste jogou um bom futebol, com boas tramas e podia ter conseguido até um placar mais elástico.

 

Opinião #DebateZeiros: Hoje vejo o Cruzeiro retomando o estágio em que seu futebol parou (e depois regrediu) em março deste ano. Mano com a volta do Robinho finalmente largou seu esquema tático amarrado de pouca movimentação que me lembrava um 4-4-2 inglês: super ultrapassado, rígido. Pior ainda, sem centroavante para a bola aérea. Jogava sempre com dois volantes, dois jogadores abertos e outros 2 lá na frente. O centro do campo era território inabitado.  Pode-se dizer então que, desde o segundo tempo contra o Bahia em que o Alisson entra no jogo, voltamos a esboçar ter um futebol ofensivo que dê gosto de ver. Ainda é cedo, mas na outra partida que atuamos com essa mesma formação, jogo contra o Grêmio, o time também se houve bem. Uma pena a possível reação ter sido parada de forma tão abrupta como foi contra a Ponte Preta.

 

Para a sequência o que continua preocupando é a bola aérea defensiva. Perdemos praticamente todas para o Coritiba na partida de hoje. E na sequência, pela Copa do Brasil, vamos enfrentar simplesmente o time que tem a melhor bola parada do país, o Palmeiras. Outra preocupação é a falta de reservas para algumas posições, como nas laterais, e principalmente para Cabral e Robinho, que dão o tom nesse meio campo. Hoje já perdemos Lucas Romero machucado, substituído por Hudson. Apesar de achá-lo um pouco inferior ao Argentino, não deixa o time cair tanto e também é bom jogador. Enfim, prevejo dias melhores se conseguirmos manter um time titular livre de muitas contusões. Uma pena termos jogado três meses da temporada no lixo!

 

Por: Felipe Ávila - @FelipeAvilaP

 

 

 

 

 

FICHA TÉCNICA - CRUZEIRO 2x0 CORITIBA

 

10ª Rodada – Campeonato Brasileiro

Data: 25/06/2017

Horário: 16h00

Local: Mineirão

 

Público: 14.190

Pagantes: 11.770

Renda:  R$ 213.928,00

 

Cruzeiro

Fábio; Ezequiel, Léo, Kunty Caicedo e Diogo Barbosa; Lucas Romero (Hudson - 28'/1ºT), Ariel Cabral, Robinho e Thiago Neves; Alisson (Rafael Marques - 42'/2ºT) e Rafael Sóbis (Sassá - 39'/2ºT).

Técnico: Mano Menezes.

 

Coritiba: Wilson; Léo, Marcio, Werley e William Matheus; Jonas, Matheus Galdezani (Tomás Bastos - 33'/2ºT) e Tiago Real; Rildo (Iago Dias - 30'/2ºT), Henrique Almeida (Getterson - 25'/2ºT) e Alecsandro.

Técnico: Pachequinho.

 

Gols:

Thiago Neves - 37'/1ºT (1-0)

Rafael Sóbis - 19'/2ºT (2-0)

 

Árbitro: Marcelo Aparecido R de Souza (SP)

Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP)

Bruno Salgado Rizo (SP)

 

Cartão amarelo: Alecsandro e Dodô;

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Sua opinião é muito importante para nós!

Deixe sua crítica, elogio ou sugestão para que possamos melhorar sempre!

Fale Conosco