Cruzeiro 0x1 Vasco: Tem dias que a bola parece não querer entrar!

27/11/2017

No último jogo em casa desta temporada, Cruzeiro recebeu o Vasco no Mineirão em jogo válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mano Menezes, sem todas as 4 opções para o comando de ataque, escalou mais uma vez o time sem atacantes, com Thiago Neves e Arrascaeta se revezando na função. O time foi escalado com Rafael, Romero, Léo, Digão, Bryan; Henrique, Lucas Silva, Robinho, Rafinha, Thiago Neves e Arrascaeta. Do outro lado, o Vasco, ainda lutando por uma vaga na Libertadores, foi a campo com: Martin Silva, Madson, Paulão, Anderson Martins, Henrique, Wellington, Evander, Yago Pikachu, Nenê, Paulinho, Andrés Ríos.

Chances perdidas e a despedida foi com derrota
Créditos de Imagem
Washington Alves / Agência Light Press

 

A partida começou mostrando o que seria a tônica de praticamente todos os 90 minutos de jogo. O Cruzeiro pressionando e encurralando o Vasco no seu campo defensivo. O time celeste conseguia tocar muito bem a bola nos dois primeiros terços do campo, saía jogando com qualidade, uma virtude que me parece ter sido aprimorada nesses jogos finais da temporada. Entretanto quando nos aproximávamos da área adversária, por diversas vezes faltava alguém dando opção em profundidade, todos jogadores só jogavam com a bola no pé sem se deslocarem para receber. Deviam mostrar para nossos jogadores ofensivos o vídeo que viralizou na última semana em que Pep Guardiola mostra para Sterling exatamente o tipo de movimentação que um meia atacante deve fazer para achar espaços na defesa adversária em profundidade.

 

A equipe vascaína fazia uma partida quase nula ofensivamente, mas em uma jogada de escanteio se aproveitou do posicionamento mal feito e da passividade de defesa Cruzeirense e Paulão fez o gol da partida. A partir daí o que se viu foi só o Cruzeiro pressionando e o goleiro Martin Silva salvando em vários lances o que poderia ser o gol de empate. Além disso a pequena equipe Vascaína abusou do antijogo, a todo momento caía um jogador para fazer cera. Mano Menezes tentou adiantar o time sacando Lucas Silva para a entrada de Alisson que entrou muito mal mais uma vez. Ainda pôs em campo o garoto Judivan que pouco pode fazer.  O time não fez má partida e foi um resultado injusto, tem dias que a bola parece que não quer mesmo entrar. O Vasco foi lá uma vez e garantiu a vitória. Até breve, Mineirão!

 

 

 Opinião #DebateZeiros: Chegando o fim da temporada podemos começar a fazer alguns balanços do que tem funcionado na equipe de Mano Menezes

 

- Toque de bola: sobretudo nos jogos em casa o Cruzeiro me parece ter evoluído no quesito saída de bola. Consegue sair tocando desde o goleiro e zagueiros até chegar nos meias com certa qualidade. O time não tem dado muitos chutões.

 

- Eficiência ofensiva: essa parte é complicada, estamos há muito tempo jogando sem atacante. O time muitas vezes consegue tocar a bola no meio-campo, mas falta alguém com cacoete de atacante para escorar uma bola e principalmente para buscar profundidade. Falta verticalidade quando o time chega no último terço do campo.

 

- Marcação pressão: Uma coisa que fez falta em boa parte da temporada foi marcação pressão. Em determinados momentos de certas partidas é necessário adiantar o time em campo e sufocar o adversário pelo menos até abrir o placar. O Cruzeiro é um time que já tem um sistema bem treinado de marcação quando está posicionado em seu próprio campo, deveria para a próxima temporada acrescentar esta virtude ao seu jogo.

 

Por: Felipe Ávila - @FelipeAvilaP

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Sua opinião é muito importante para nós!

Deixe sua crítica, elogio ou sugestão para que possamos melhorar sempre!

Fale Conosco