• Ezequiel Silva

A grandeza da taça

Vencer a Série B não está no mesmo nível dos outros títulos do Cruzeiro. Isso é um fato. No entanto, depois de tudo que passamos, e principalmente, pelo que vem fazendo o plantel em 2022, a taça tomou certas proporções simbólicas para o renascimento do clube.


Não sabemos o destino da taça, se ela irá para o Barro Preto, para a Toca da Raposa, se será exposta à torcida. Mas em nossa memória ela terá uma lembrança especial. Assim como todo esse elenco, que nos levou de volta ao nosso lugar de direito. 

Foto: Flickr Cruzeiro


Um troféu importante para coroar a campanha e o grande trabalho da comissão técnica de Paulo Pezzolano e seus jogadores. Um marco para a nova gestão do departamento de futebol, sob o comando da SAF, e um presente para o gigantesco apoio e participação da torcida durante o campeonato.


Ela foi sendo conquistada por nós em cada gol do artilheiro Edu, na confiança passada por Rafael Cabral, na invulnerabilidade do trio de zaga, nos desarmes de Neto Moura e na perseverança de cada jogador que chegou durante a trajetória e abraçou a ideia, se destacando, entre esses Luvannor.


Jogadores com brio, bem diferentes dos elencos dos anos anteriores, e que juntos resgataram um gigante. Eles merecem a taça.


Assim como nós, torcedores, também merecemos. Fomos nós que choramos diante da ruína no fatídico 8 de dezembro de 2019, que ficamos ao lado do clube em cada minuto desses três anos e que, unidos, o reerguemos das cinzas. 


A taça também é nossa, de quem se tornou sócio, de quem acompanhou cada partida, de quem foi ao Mineirão, ou de quem compareceu nos jogos fora do estado. Ela é de quem não abandonou.


Muitos não entenderão - e nem são obrigados a ter essa empatia conosco -, mas o título da Série B de 2022 será sim celebrado de uma maneira diferente e terá espaço na memória afetiva cruzeirense. E acima de tudo, precisará ser usado como lição nos próximos anos, pois não queremos voltar a viver esse pesadelo.


Um abraço aos amigos do DebateZeiros!



Por: Ezequiel Silva - @ezequielssilva89

Edição: Renata Batista - @Re_Battista