Cruzeiro 0x0 Flamengo (5x3): A volta do Cruzeiro Copeiro!

28/09/2017

Uma festa linda no Mineirão já antecipava o desfecho da noite. Com direito a recorde de público do Novo Mineirão e 61mil torcedores presentes para empurrar o time ao título. Mano Menezes dessa vez não surpeendeu na escalação, mandou a campo o time que todos esperávamos: Fábio, Ezequiel, Léo, Murilo, Diogo Barbosa, Henrique, Hudson, Robinho, Alisson, Thiago Neves e Raniel. Do lado rubronegro, o técnico Rueda pode contar com o meia Everton recuperado de contusão e escalou: Alex, Pará, Rever, Juan, Trauco; William Arão, Cuellar, Berrio, Diego, Everton e Guerrero.

 

Créditos de ImagemWashington Alves - Agência Light Press

 

Logo no início do jogo, aos dois minutos, tivemos uma baixa importante. Raniel saiu machucado e deu lugar a Arrascaeta. O atacante fez muita falta durante toda a partida, ficamos sem presença de área, por vezes a bola passava perto do gol do Flamengo como quem estivesse procurando por um centroavante para empurrá-la para o gol.

 

O primeiro tempo transcorreu tenso, o time não conseguia encaixar a marcação e o Flamengo ficava com a bola, embora improdutivamente. No fim das contas, mesmo não jogando tão bem, as chances mais claras da primeira etapa foram do Cruzeiro.

 

No intervalo, Mano Menezes sacou Robinho, que teve mais uma atuação apagada e colocou Rafinha, que vive seu melhor momento na temporada. O jogador que é tem uma entrega impressionante, entrou bem no jogo. A segunda etapa já teve um domínio maior por parte do Cruzeiro. O Flamengo só levava algum perigo porque tem um bom atacante que conseguia por vezes arredondar os muitos chutões que davam para o ataque.

Hudson, o melhor em campo, apoiava as subidas de Alisson e Diogo Barbosa pela esquerda. Maioria de nossas jogadas saíam por ali. Foram tantas que Alisson saiu cansado e foi substituido por Élber.

 

O Cruzeiro se aproveitou pouco da fragilidade do goleiro adversário, alguns de nossos jogadores têm a tendência a sempre chutar pra cima. Era mais do que nunca um jogo para chutar forte e rasteiro e contar com uma ajuda de Alex, goleiro Flamenguista. Aliás, em uma bola cruzada (outra deficiencia de Alex), ele colocou a bola na cabeça de Arrascaeta, que não conseguiu empurrá-la para o gol aberto.

 

Fim do tempo regulamentar, e penaltis! Do lado Celeste foram convertidos em gol TODOS os penais! Com Henrique, Léo, Diogo Barbosa, Hudson e Thiago Neves. Pelo lado rubronegro fizeram o gol Guerrero, Juan e Trauco. E pela terceira vez na carreira (SP-2015, Gremio-2017), Fábio não nos decepciona! O goleiro que gosta de pegar penaltis de grandes jogadores defendeu brilhantemente a cobrança de Diego! A responsabilidade da última cobrança coube a Thiago Neves, que mesmo escorregando conseguiu colocar a bola nas redes. É PENTAAA!!!!!

 

Opinião #DebateZeiros: Alguns jogadores merecem destaque e muitos aplausos pela reviravolta que tiveram na temporada. Fabio, Léo e Henrique estão entre eles. Depois de muitas críticas injustas e desrespeitosas Fábio mostrou porque é o titular absoluto do gol celeste e bem acima de seu reserva. Ganhou um título pra nós sendo decisivo nos penaltis na semi e na final! Léo, que fez um começo de temporada muito fraco, se recuperou e tem feito jogos brilhantes, ontem junto de seu parceiro Murilo, fizeram marcação implacável em Guerrero.


No caminho inverso, Thiago Neves que teve momentos especatulares na temporada e foi decisivo na campanha do Penta, ontem fez mais uma partida horrível, não acerta passes fáceis e deu vários contra-ataques para o adversário. Ontem o melhor em campo em minha opinião foi Hudson, implacável na marcação, muita raça e também dava um jeito de apoiar o lado esquerdo no ataque. O próximo Presidente seja quem for, não vai ter como não contratá-lo em definitivo.


Quem também merece reconhecimento é o técnico Mano Menezes, por vezes foi muito criticado durante a temporada. Pode-se até não gostar do seu estilo, mas é inegável que o time tem um padrão tático claríssimo e qualquer jogador que entre sabe exatamente a função que tem que exercer. O time está em um estágio que com poucos, e bons, reforços e uma evolução na próxima temporada vamos fortes para Libertadores.


Agora, e por um bom tempo, é comemorar muito! Foi uma longa campanha e a primeira coisa que passou pela minha cabeça no momento do título foi poder tido a chance de ir a todas as partidas da campanha desde aquelas bem pequenas lá do início. Enfim, é Penta!!! São 9 títulos nacionais, o Cruzeiro é GIGANTE!

 

Por: Felipe Ávila - @FelipeAvilaP

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Sua opinião é muito importante para nós!

Deixe sua crítica, elogio ou sugestão para que possamos melhorar sempre!

Fale Conosco