• DebateZeiros Cruzeiro

Análise do Jogo: Cruzeiro 3x2 Corinthians. Apareceu o bom futebol, mas só no último jogo.



O Cruzeiro recebeu o Corinthians e se saiu bem diante de seu torcedor. Venceu por 3x2 em um jogo aberto, onde as duas equipes se alternavam na busca pelos gols. Antes da partida o zagueiro Bruno Rodrigo foi homenageado pela diretoria do clube, que confirmou a sua saída. Mano Menezes, suspenso, acompanhou o jogo dos camarotes. Sidnei Lobo comandou a equipe celeste, que foi a campo com Rafael; Ezequiel, Leo, Manoel e Edimar; Ariel Cabral, Henrique, Robinho e Arrascaeta, Alisson e Rafael Sóbis. O Corinthians, que ainda sonhava com o G6, iniciou a partida com Walter, Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel; Cristian; Romero, Camacho, Rodriguinho e Marlone; Guilherme.


As ausências de Willian e Ábila, indicavam um ataque mais leve, com Robinho atuando pela direita, Arrascaeta alternando entre a armação e as jogadas pela ponta, Alisson pela esquerda e Rafael Sóbis flutuando entre os zagueiros. O Cruzeiro iniciou o jogo indo para cima e, logo no primeiro minuto, Sóbis já mostrou que pode ser muito útil fazendo esta função. O time celeste encontrava espaços, chegando inclusive a marcar um gol, mal anulado pelo Bandeirinha. No lance seguinte, um escanteio e uma bobeira de Manoel e Edmar (novidade), o Corinthians abriu o placar com Guilherme. O Cruzeiro não se abateu e continuou a pressionar, criando boas oportunidades. Aos 18 uma boa jogada de saída de bola rápida com Sóbis e Alisson terminou com um chute do camisa 7 no travessão. O gol de empate amadurecia e, aos 23, Arrascaeta empatou a partida após um bom domínio de Sóbis fazendo o pivô e tocando para Robinho. O camisa 19 com muita inteligência abriu o jogo para o Uruguaio mandar para as redes. Uma bela jogada que culminou com o gol que tranquilizou o time. O Cruzeiro mostrava velocidade na transição defesa-ataque, envolvendo facilmente a fraca defesa corintiana e criando boas oportunidades de gol. Faltou apenas acertar o gol.


Seguindo a linha de Mano Menezes, Sidnei Lobo não fez alterações no intervalo. Já Oswaldo de Oliveira, promoveu as entradas de Giovanni Augusto e Arana nos lugares de Angel Romero e Camacho. Uendel foi deslocado para a armação da equipe, uma promessa de um Corinthians mais aberto no segundo tempo, o que poderia facilitar para o Cruzeiro. Como esperado, o Corinthians se lançou ao ataque e conseguiu seu gol aos 9 minutos. Novamente uma jogada de linha de fundo e zagueiro e lateral no segundo pau marcando a bola. Bobeira! Dois minutos depois, após uma inversão de jogo de Robinho, Ezequiel recebeu nas costas da zaga corintiana e, de primeira, mandou para as redes. Logo na saída de bola, o Cruzeiro marcou seu terceiro gol. Pela esquerda, Alisson cruzou para Robinho entrando livre, no mesmo espaço que Ezequiel, cortou o zagueiro e deu um tapa para o Gol. Dois gols que recompensaram a bela atuação destes jogadores.


Nitidamente o Corinthians sentiu o golpe e o Cruzeiro ficava mais perto do seu quarto gol. Aos 28, Sidnei Lobo substituiu Alisson por Rafinha, enquanto Oswaldo trocou Uendel por Léo Jabá, outro atacante. O Cruzeiro diminuiu um pouco o Ritmo, mas de forma controlada. Os paulistas tocavam a bola em alguns lances, mas sem perigo. Aos 40, Sóbis, ovacionado, saiu para a entrada de Marcus Vinícuis. No minuto seguinte Arrascaeta deu lugar a Willian, que nada produziu. Um marca registrada do “camisa 9” em 2016. Talvez pudesse ter sido promovida uma entrada de Bruno Rodrigo, que se despede do clube. Nos acréscimos Ezequiel, de grande partida, ainda salvaria uma clara chance do adversário.


Fim de jogo. Nas arquibancadas, um misto de felicidade e protestos contra o “ausente” Gilvan de Pinho Tavares. Em campo os jogadores homenagearam Bruno Rodrigo, muito querido pelo grupo. O zagueiro, apesar dos maus momentos em 2015 e 2016, foi importantíssimo em 2013 e 2014, sendo um pilar da defesa. A equipe #DebateZeiros agradece ao “cabeça de míssil” pelos serviços prestados, mas a saída é benéfica para todos. Esperamos que a Diretoria, após dois anos de sucessivos erros, faça um planejamento condizente com nossa camisa e vitoriosa história.

Sua opinião é muito importante para nós!

Deixe sua crítica, elogio ou sugestão para que possamos melhorar sempre!

Fale Conosco