• DebateZeiros Cruzeiro

Pós Jogo: Sport 0x1 Cruzeiro - Valeram os 3 pontos. Feliz 2017!


Um jogo de duas equipes que queriam garantir a permanência na Série A. O Sport foi a campo com: Magrão; Samuel Xavier, Mateus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê; Rithely e Neto Moura; Diego Souza; Ewerton Felipe; Rogério e Ruiz. Já o Cruzeiro iniciou a partida com: Rafael; Romero, Léo, Manoel e Bryan; Henrique e Cabral, Marcos Vinícius, Arrascaeta e Sóbis; Willian. Mano Menezes manteve Romero na Lateral direita e Marcus Vinicius centralizado. Arrascaeta e Sóbis, abertos e Willian flutuando entre os zagueiros. Uma boa opção para encarar o rubro-negro.


No primeiro tempo o Sport chegou mais vezes, mas o Cruzeiro teve as mais claras chances de gol. Destaque (negativo) para Willian, que estava em uma noite muito infeliz, desastroso nas finalizações. Aos 38, Diego Souza caiu na área e um pênalti bem duvidoso foi marcado para o Sport. O próprio Diego Souza foi para a cobrança e mandou no travessão. No lance seguinte um ataque celeste, cobrança de escanteio e gol do Capitão! Aos 41 Henrique se aproveitou de um rebote de Magrão e encheu o pé pro gol (aprende, Willian!). Assim terminou o primeiro tempo, com o Sport baqueado e o Cruzeiro levando uma vantagem importante para os vestiários.


A equipe pernambucana voltou para a etapa complementar correndo atrás do resultado. Everton Felipe era o jogador que mais levava perigo a nossa defesa. Aos 13 Mano Menezes sacou o amarelado M. Vinícius, que fez boa partida, para a entrada de Alex e aos 30 tirou Arrascaeta para a entrada de Ezequiel. Com isso Romero voltou à faixa central. Aos 36 saiu Willian para entrada de Ramón Ábila. Mesmo com apenas 9 minutos em campo, o Argentino teve uma boa chance, mas Magrão fez uma boa defesa. E ficou nisso. Faltou futebol, mas valeu pela vitória que nos fez alcançar 47 pontos.


Desde a primeira alteração o Cruzeiro perdeu um pouco da força ofensiva. O Sport avançou a marcação e continuava a agredir, mas esbarrando em sua falta de qualidade e no aparente cansaço de Ewerton Felipe e Diego Souza. Coube ao Cruzeiro esperar o fim do jogo para assegurar a vitória. Mano Menezes precisa fazer uma melhor leitura da partida e do momento dos atletas. A preocupação com a recomposição defensiva é compreensível (Arrascaeta por Romero com a entrada de Ezequiel), mas dar ao Centroavante apenas 9 minutos em campo, enquanto que Willian tem uma sequência “confortável” mesmo com um péssimo futebol? O “camisa 9” se movimenta bem, pode jogar como ponta, mas como centroavante, não! Outro ponto a ser observado é a improvisação de Romero, mesmo com 2 laterais Direitos de Ofício à disposição. Especula-se sobre um pedido de retorno do Fabiano, mas será esta a solução?


Selada a permanência na Série A, a equipe #DebateZeiros espera que a Diretoria já esteja trabalhando para montar um time condizente com a grandeza do Cruzeiro. Acordem, Senhores Vicintin, Scuro e Gilvan. São dois anos seguidos convivendo com este fantasma. #AcordaDiretoria

Sua opinião é muito importante para nós!

Deixe sua crítica, elogio ou sugestão para que possamos melhorar sempre!

Fale Conosco